Reklam

Mbappé reclama da postura do PSG, diz que foi tratado como bandido e reafirma desejo de sair

A quatro temporadas no PSG, Mbappé, de 22 anos, deseja respirar novos ares. O atacante francês possui contrato com o Paris até 30 de Junho do ano que vem e a partir de janeiro de 2022, já pode assinar pré-contrato com um novo clube. 

Mbappé reclama da postura do PSG, diz que foi tratado como bandido e reafirma desejo de sair
04 Outubro 2021 - 11:16 - Atualizar: 04 Outubro 2021 - 12:00
A quatro temporadas no PSG, Mbappé, de 22 anos, deseja respirar novos ares. O atacante francês possui contrato com o Paris até 30 de Junho do ano que vem e a partir de janeiro de 2022, já pode assinar pré-contrato com um novo clube. 

O SONHO REAL
O seu maior sonho é jogar no Real Madrid, clube que Mbappé recebeu uma proposta de 200 milhões de Euros na última janela de transferências. O francês, em recente entrevista, reafirmou o desejo de deixar o Paris. 

Leia Mais:
MBAPPÉ É FLAGRADO PELAS CÂMERAS FALANDO MAL DE NEYMAR

"A partir do momento em que não quis renovar o meu contrato, disse ao PSG que queria sair. Queria que o PSG conseguisse uma quantia importante com a minha venda para assim conseguir encontrar um substituto de qualidade", afirmou o francês, durante entrevista à rádio RMC Sport. Ele ainda desmentiu uma informação dada pelo Paris Saint-Germain, e falou que foi tratado como um "bandido".

O DESABAFO 
"Disseram que recusei seis ou sete ofertas para renovar o contrato e que não queria mais falar com o Leonardo (diretor de futebol). Isso não é verdade. A minha posição sempre foi clara, informei o clube da minha intenção de sair no final de julho. Não gostei que o clube tivesse dito que só avisei que queria sair no final de agosto. Foi mentira e soou como se eu fosse um bandido. Disse ao PSG que queria sair no fim de julho", revelou Mbappé, que falou em tom de despedida no fim da entrevista.

PERTO DO ADEUS?
"O PSG meu deu muito e sempre fui feliz nos quatro anos em que estive aqui. Ainda sou feliz. Anunciei a minha intenção (de sair) para que o clube pudesse reagir a tempo (no mercado). Queria que tudo corresse bem para alcançarmos um acordo". 

Enquanto não é negociado, o PSG aproveita um trio de ataque de fazer inveja a todos os clubes do mundo, com Messi, Neymar e Mbappé (MNM). No último fim de semana, porém, os três jogaram e o Paris foi derrotado pelo Rennes, o 11º colocado da Ligue 1.

 

COMENTÁRIOS

  • 0 Comente