Reklam

Com show de Messi e Di María, Argentina goleia Emirados Árabes por 5 x 0 antes da Copa

Saiba tudo que rolou no Estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi, no último teste dos hermanos, que chegam a 36 jogos de invencibilidade.

Com show de Messi e Di María, Argentina goleia Emirados Árabes por 5 x 0 antes da Copa
16 Novembro 2022 - 14:01 - Atualizar: 16 Novembro 2022 - 16:00
Show dos hermanos às vésperas da Copa do Mundo 2022. Assim podemos definir os 5 x 0 da Argentina sobre os Emirados Árabes Unidos, nesta quarta (16), no Estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi, diante de mais de 42 mil torcedores. 

O motivo do amistoso. E os cuidados necessários
O amistoso faz parte do acordo comercial entre a AFA (Associação de Futebol Argentino) e o o futebol árabe. Não foi revelado o valor, mas comenta-se que os argentinos ganharão muito dinheiro com a partida. Por se tratar de um jogo às vésperas do Mundial do Catar, os times combinaram de evitar ao máximo às lesões. Vale lembrar que os Emirados Árabes não participarão da Copa do Mundo.

Leia Mais
OS JOGOS E RESULTADOS ANTES DO INÍCIO DA COPA

OS MAIORES ARTILHEIROS DA HISTÓRIA DA COPA DO MUNDO
COPA 2022: A ANÁLISE DO GRUPO DA ARGENTINA
OS FAVORITOS PARA VENCER A COPA DO MUNDO

Invencibilidade da Argentina
Com a vitória, a Argentina chegou a 36 jogos sem perder (25V/11E), a maior invencibilidade entre todas as seleções do mundo. 

Os gols do jogo
Lionel Messi logo brilhou e deu um passe na medida para Julián Álvarez marcar: 1 x 0. Pouco depois, Dí Maria marcou anotou duas pinturas: 3 x 0. No fim do 1º tempo, Messi meteu um golaço de direita: 4 x 0. Já na etapa final, Joaquín Correa ampliou para 5 x 0. Fim de papo com direito à show do time comandado por Scaloni.

Próximos jogos da Argentina 
A Argentina estreia na Copa do Mundo na terça (22), às 7h (horário de Brasília), diante da Arábia Saudita. No dia 26, os hermanos encaram o México, às 16h (horário de Brasília). Os argentinos encerram sua participação na fase de grupos no dia 30, contra a Polônia,  às 16h (horário de Brasília).
 

COMENTÁRIOS

  • 0 Comente