Neymar revela vontade de jogar no futebol dos EUA: "Lá você tem três ou quatro meses de férias"

Confira a entrevista do craque ao podcast "Fenômenos"; Neymar, de 30 anos, lamentou a falta de importância da Seleção nos dias de hoje e colocou em dúvida se um dia voltará a jogar no futebol brasileiro.

Neymar revela vontade de jogar no futebol dos EUA: "Lá você tem três ou quatro meses de férias"
21 Fevereiro 2022 - 11:09 - Atualizar: 21 Fevereiro 2022 - 11:18
Por: Marco Tucci

Desde que deixou o Santos para atuar no futebol europeu, com 22 anos, Neymar segue na Europa. Por lá já defendeu as cores do Barcelona e desde 2017 atua pelo PSG. 

Durante entrevista ao podcast "Fenômenos", ao lado de Ronaldo e o streamer Gaules, o atacante de 30 anos revelou o desejo de atuar no futebol dos Estados Unidos e colocou em dúvida se um dia voltará a jogar no Brasil. 

Leia Mais:
NEYMAR É O JOGADOR QUE MAIS SOFREU FALTAS DESDE 2016
OS RESULTADOS DOS JOGOS DE IDA DAS OITAVAS DA CHAMPIONS 
A EVOLUÇÃO DO VALOR DE MERCADO DE NEYMAR
NEYMAR DESABAFA E MANDA RECADO PARA OS CRÍTICOS


"Não sei se volto a jogar no Brasil. Tenho muita vontade de jogar nos Estados Unidos, isso tenho vontade. Pelo menos uma temporada. Primeiro, porque o campeonato lá é curto, você tem uns três ou quatro meses de férias (risos). Dá para jogar um monte de ano ainda. No Brasil, não sei. Às vezes quero, às vezes, não", disse o craque do PSG e da Seleção Brasileira. 

Segundo Neymar, o seu maior desafio para longevidade no futebol é o lado psicológico. 

PELO MENOS MAIS 4 ANOS NO FUTEBOL
"Brinco muito com meus amigos, falo que com uns 32 já está bom (risos). Mas sinceramente, não sei. Vou jogar até cansar mentalmente. A partir do momento em que eu estiver bem de cabeça e de corpo... De corpo, acho que eu vou conseguir durar mais uns aninhos, mas é a cabeça que precisa estar bem. Mas uma idade, não tracei isso. Tenho contrato com o Paris até os 34. Então, até lá estou jogando", garantiu. 

Neymar ainda brincou com Ronaldo Fenômeno e admitiu que o trio com Mbappé e Messi ainda não encantou como o esperado.

"O time ainda precisa engrenar um pouco mais, mas esperamos poder fazer história para cima do teu Real Madrid", disse o jogador, lembrando das oitavas de final da Champions League. 

SELEÇÃO PERDEU A IMPORTÂNCIA?

Por fim, ele admitiu tristeza pela Seleção Brasileira não ser tão falada hoje em dia. "Hoje em dia, a Seleção Brasileira se distanciou muito do torcedor brasileiro. Não sei o motivo, quando começou, por que aconteceu, mas vejo isso pelos nossos jogos. É pouco comentado, as pessoas não sabem quando vai ser. E isso é ruim. É triste viver nesta geração em que a Seleção Brasileira joga não é importante...

Quando eu era criança, o jogo da Seleção era um evento, tinha que parar, encontrar a família inteira com camisa, bandeira na janela, era churrasco, bolo em casa. Era um evento. Hoje em dia não tem mais essa importância. Não sei porquê. Não sei como chegamos a esse estado, mas tenho esperança que isso tudo volte, o torcedor possa estar junto e ir em busca da Copa do Mundo, que todo mundo quer", concluiu.

PAPO RETO

E aí, curtiu a entrevista, você é daqueles fãs de Neymar ou críticos do craque da Seleção? Deixe sua opinião nos comentários!


COMENTÁRIOS

  • 4 Comente
  • Edson castro
    4 mês antes
    Pra mim seleção perdeu importância com esse tipo de jogador sem sangue. Jogador cai cai, todos se sentem estrelas. Acho até interessante... mostra maturidade, o povo precisa parar de endeusar jogador
  • Josimar Amaro
    4 mês antes
    Agradeça ao futebol de resultado implantado na cabeça dos técnicos brasileiros, some-se aí falta de resultado positivo e o fato da seleção quase nunca ser brasileira e sim do técnico que só convoca os “estrangeiros “
  • Marcolino
    4 mês antes
    Esse rapaz me lembra aquele desenho, "o mundo fantástico de Bob" o pai dele o brindou de tudo que ele mal sabe como a vida funciona. Alguém precisa explicar a ele o porquê das pessoas distanciar tanto da seleção. Neymar tem 30 anos e o psique de 14, coitado!
  • Paulo soares
    4 mês antes
    Neymar está abaixo só do Pelé e Maradona. Ponto.